6

Sobre as árvores.

Incrível é o modo como as árvores se curvam ao vento, curvam-se mas não caem. Quanto são curvas, sustentam seu peso de forma gradual, elástica. Quando são altas sustenta-se em raízes fortes e demoram tanto para estarem totalmente formadas...
As árvores carregam em si o dom da natureza, criam e sustentam a vida como se fosse algo simples.
Vestem-se conforme a estação, são tão sazonais quanto qualquer ser...Dormem quando precisam dormir, comem o que é necessário comer vivem o quanto lhes é permitido viver.
Velam por todos os seres, são como mães e pais, são nações e são pátrias, são casas e refúgios, são quem precisam ser.
As árvores florescem e dão frutos, sem reclamar da dádiva que têm em mãos e cuidam de cada coisa ao seu redor com um esmero natural.
Zelam pela vida e enfeitam a morte...

Eu gosto tanto das árvores...São Entes que sugerem um mundo mais simples, belo enquanto simples.
Hoje eu vivo cercada de árvores. Enquanto vou para a sala de aula passo por um pomar e para qualquer lado que eu olhe durante o dia vejo uma árvore, grande, pequena ou apenas cheia de flores.
Ando sem tempo de publicar, mas com muita inspiração pra escrever.

Um concelho: façam faculdade! E façam com que as coisas aconteçam de verdade...Como as árvores fezem.
1

Vôo Livre.


A ideia do Mundo está num vôo livre...
Primeiro as asas crescem,
depois surge o apoio
e por fim o medo.
E após o medo surge a fé.
O Mundo não passa de apoio e fé
e nós não passamos de pássaros em busca do vôo livre.
2

Ciclos do caminho.

Passagens são como ciclos,
E o que existe são passagens.
Um rio nunca é o mesmo
Um dia nunca é apenas dia...
O além vai por onde a vida passa,
O infinto está num abraço antigo.
O ciclo de existir está no permitir,
Permitir que haja voltas e inicios
Que haja fascinios e amores,
Que haja vida na existência...
O ciclo vai além do sol que se põe para alguns
E se levanta para outros
Está na teia colorida e permeada de vidas,
Está no humano mundo do ser.