6

Sobre as árvores.

Incrível é o modo como as árvores se curvam ao vento, curvam-se mas não caem. Quanto são curvas, sustentam seu peso de forma gradual, elástica. Quando são altas sustenta-se em raízes fortes e demoram tanto para estarem totalmente formadas...
As árvores carregam em si o dom da natureza, criam e sustentam a vida como se fosse algo simples.
Vestem-se conforme a estação, são tão sazonais quanto qualquer ser...Dormem quando precisam dormir, comem o que é necessário comer vivem o quanto lhes é permitido viver.
Velam por todos os seres, são como mães e pais, são nações e são pátrias, são casas e refúgios, são quem precisam ser.
As árvores florescem e dão frutos, sem reclamar da dádiva que têm em mãos e cuidam de cada coisa ao seu redor com um esmero natural.
Zelam pela vida e enfeitam a morte...

Eu gosto tanto das árvores...São Entes que sugerem um mundo mais simples, belo enquanto simples.
Hoje eu vivo cercada de árvores. Enquanto vou para a sala de aula passo por um pomar e para qualquer lado que eu olhe durante o dia vejo uma árvore, grande, pequena ou apenas cheia de flores.
Ando sem tempo de publicar, mas com muita inspiração pra escrever.

Um concelho: façam faculdade! E façam com que as coisas aconteçam de verdade...Como as árvores fezem.

6 olhares incomuns:

Iana Ferreira disse...

Sim, as arvóres são um verdadeiro exeplo!
Belo texto!

Lina :) disse...

Nem vou comentar o texto, porque está excepcional, como sempre.

Mas tem selo pra você no meu blog.
Beijos. ♥

- Nessa ਏਓ disse...

Andava a procura de blogs diferentes e realmente bons que pudesse visitar e comentar e provavelmente receber a visita deles tbm.
Acho q encontreii.
Adorei o seu blog.
É o texto está muiito bonito.
Adoreei *-*
Assim como adoro as árvores.

"As árvores carregam em si o dom da natureza, criam e sustentam a vida como se fosse algo simples..."

O que elas estao lendo!? disse...

Oi, tudo bem?

Sei que você é seguidor/a do blog e gostaríamos de te convidar a fechar este ano conosco com uma resenha sua para o nosso cronograma de fim de ano.
Sim, já estamos trabalhando com as resenhas para o último mês desse ano e os seguidores do blog sao os nossos convidados.

Você poderá fazer uma resenha de algum livro que você já tenha lido; Que tenha gostado ou nao.

Mas antes dá primeiro uma olhadinha no nosso arquivo para nao enviar uma resenha que já tenha sido postada.

http://oqueelasestaolendo.blogspot.com/2008/04/o-que-elas-esto-lendo.html

Obrigada Georgia e Flávia

Antonio Campos de Lima disse...

Oi!!! Laís apreendeste a essência da natureza como os degustadores apreciam a suavidade e a pureza do vinho. Quão refinada foi sua percepção. Pois, a natureza não pode ser senão aquilo que ela é. Está determinada a ser de uma forma não podendo ser de outra. Como o fogo que na sua essência mantém suas chamas para cima, não podendo ser o contrário. já o humano qual será sua essência? Será que o humano segue a mesma lógica da Natureza? Abraços e que a simplicidade continue a espantá-la e a admirá-la. Antonio.

Jerri Dias disse...

Oi,

Bonito texto.
Nada como a natureza pra deixar a gente inspirado.

Só uma dica sobre teu texto. DÁDIVA significa presente e geralmente em uma simbologia mais divina. Logo, ninguém RECLAMA de uma dádiva/presente. Pelo menos não como o teu trexto está construído.
Talvez a palvra que tu procurasse fosse FARDO/obrigação/dever. De um fardo pode-se reclamar.

Beijo.